| Bom dia, endorfina!|

Nossos ancestrais precisam da corrida para procurar alimentos ou fugir de perigos. E para alguns estudiosos, essa vontade de viver e as substâncias cerebrais ligadas a esse prazer ficaram associadas de alguma forma em nosso cérebro até hoje, auxiliando sempre a melhorar as metas, atingir velocidade e distancias necessárias. 
Esqueça a preguiça e encontre motivação para essa atividade!

 

Se focar na saúde não é suficiente, lembre-se que correr melhora a respiração e aumenta a resistência para enfrentar a nova estação.
Isso sem falar que correr faz você se sentir melhor.

Quando suamos literalmente a camisa, não é apenas a temperatura do corpo que aumenta e nem o ritmo do coração que acelera. Tem um montão de vantagens acontecendo que a gente nem percebe.

Para amenizar a fadiga na musculatura e aliviar todo o esforço, há um aumento na produção de endorfina, liberada gradualmente à medida que o exercício é praticado e continua durante os minutos seguintes.
 
Hoje não precisamos mais correr por sobrevivência, mas, em resposta ao exercício, o cérebro aumenta a produção desse neurotransmissor que funciona como um analgésico natural mascarando o cansaço, as bolhas nos pés e até o frio!
Além desse efeito analgésico, tão necessário antigamente na hora da fuga, controla também reações do corpo à tensão, regulando até funções do sistema nervoso autônomo como as contrações da parede intestinal e a liberação de outros hormônios.
 
A milenar modalidade terapêutica acupuntura está baseada no estímulo de terminais nervosos de nosso corpo (os chamados pontos) por agulhas, gerando um impulso para aumentar a liberação de neurotransmissores no controle da dor. Sendo assim, seria a endorfina o efeito analgésico na região cerebral.
 
E a história só melhora, porque além da potente ação analgésica conhecida, hoje estudos comprovam que ao ser liberada a endorfina estimula a sensação de bem-estar e conforto, melhorando o estado de humor e alegria. E seus efeitos podem ser sentidos até uma ou duas horas após a sua liberação – casos estudados observaram o aumento da dosagem desse hormônio até 72 horas depois, em maratonistas.
Quanto maior a descarga de endorfina mais eufórico ficam os atletas e, também proporciona momento de tranquilidade e paz após as atividades físicas.
2015-06-23.png
fonte: Tech815
 
 
E que tal reunir amigos para correr?
Um amigo chama o outro e a possibilidade de conhecer pessoas novas pode ser o empurrãozinho que você precisa. Quando menos esperar, sua atividade física se tornou uma agradável diversão!
 
Mas se você curte esse momento para colocar os pensamentos em ordem, saiba que pesquisas  compararam o ato de incluir música na atividade física com um prazer bem parecido ao comer chocolate. Então, separe melodias lentas para alongar e as mais agitadas para arrasar nos circuitos e lembre-se de elaborar setlists diferentes para cada dia da semana, evitando cair na rotina.
 
E por fim, solte sua imaginação. Esse é um momento de vencer seus limites e imaginar-se em uma competição, visualizando a linha de chegada pode ser uma divertida maneira de se reanimar!

Um jeito motivador para começar bem o dia, você não acha?!

Deixe sua opinião e comentário aqui!

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.