|Hoje é dia de polenta|

O prato de origem conhecidamente italiana tem seu nome relacionado aos termos do latim pollens ou pollinis, que significa flor de farinha ou ainda puls, pultis, com o significado de papa ou mingau. Embora a versão amarela da polenta seja a mais conhecida, feita a partir do milho amarelo seco, mas ela pode ter outras cores, ser tostada, recheada ou cozida e ainda servida com molho ou sem. 
Viu só como o assunto pode render?!! 

Os primeiros registros do cultivo do milho já podem ser encontrados em 7.300 anos, em pequenas ilhas no Golfo do México. Mas seu cultivo ganhou força por volta de 2.500 antes de Cristo, quando se espalhou para outras partes do Novo Mundo.
Seu nome retrata sua importância como alimento básico e várias civilizações. De origem indígena caribenha significava “sustento da vida” e entre os povos  Olmecas, Maias, Astecas e Incas o cereal era reverenciado na arte e na religião.

Como curiosidade, existe a versão da polenta negra, obtida pela mistura da farinha do milho amarelo com o trigo sarraceno. 
Já a versão branca é típica na região da Toscana, do Lácio e de Abruzzo, obtida do milho branco e aceita melhor ingredientes variados, por ser mais leve. Pode ser servida com legumes, ervas e queijos facilmente. 

Conta a lenda que o prato Polenta surgiu por volta do séc. XVI no norte da Itália, quando imigrantes europeus introduziram o milho na agricultura local.

De baixo custo e com capacidade de saciar a fome rapidamente dos trabalhadores, logo tornou-se substituta de pães e sopas, frequentando sempre a mesa das famílias mais humildes, garantindo também valor nutricional.

De simples preparo,  misturando farinha e águam requer paciência acima de tudo para  mexer a massa sem parar, em fogo baixo, até que fique realmente cozida.
O melhor resultado é aquele que oferece uma massa lisa, cremosa e saborosa. 
E atingir o ponto ideal é o segredo do sucesso dessa preparação.

De maneira geral, seu preparo inicia-se com três partes de água em uma panela no fogo, aguardando a outra parte que deve estar em outro recipiente em temperatura ambiente para diluir a farinha. Quando a água estiver fervendo, é hora de acrescentar a mistura e os temperos, reduzir o fogo e não parar de mexer para evitar formar grânulos. Depois, é só acompanhar e mexer de tempos em tempos, observando para não grudar no fundo da panela. Todo esse processo leva, em média, 1 hora e 30 minutos.Isso para obter uma polenta cremosa!

E segunda feira o Caderno de Receitas traz uma polenta branca preparada na Thermomix. Fique ligado e confira a Polenta Branca com Legumes!

 

Deixe sua opinião e comentário aqui!

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.