| A polêmica Dieta Atkins |

Você já deve ter ouvido sobre a Dieta hiperproteica, idealizada pelo cardiologista Roberto Atkins nos anos 70 onde a pessoa não só emagrece como se livra dos pneuzinhos, turbina os músculos e garante um corpo sequinho com curvas acentuadas. 
Para o médico, as pessoas engordam ao consumirem carboidratos e não em função da ingestão de gorduras e proteínas.

 A polêmica dieta das proteínas
Para entender essa dieta é preciso primeiro conhecer qual o papel das proteínas no organismo. Presentes nas células, elas têm a função de auxiliar o organismo em suas reações químicas, conquistar resistência e formar estruturas como cartilagens e tendões.
Quando ingeridas passam por um processo de “quebra” no aparelho digestório e suas partículas chamadas aminoácidos formam diferentes combinações atuando como anticorpos no sistema imunológico, transmitindo impulsos ao sistema nervoso e, transportando substâncias como a glicose por todo o organismo.Aí está a grande chave dessa história, uma vez que ao consumir carboidratos o corpo aumenta a produção de insulina e promove a formação de tecido adiposo (gordura), consequentemente,  aumento de peso.

Na Dieta Atkins, é recomendada a exclusão dos carboidratos, compensando o organismo com o consumo de alimentos ricos em proteínas e gorduras – de carnes vermelhas e ovos, até bacon, embutidos e queijos amarelos.
Mas atenção aqui!
É bom saber que a palavra carboidrato está relacionada à quantidade líquida do nutriente nessa dieta. Isso faz uma GRANDE diferença! A conta certa é a seguinte: a quantidade total de carboidratos menos a quantidade de fibras do alimento.
Vou tentar explicar para ver se fica mais claro, já que não existe uma definição oficial de “carboidratos líquidos”.
Quando você consome um alimento com 5g de carboidrato e 2g de fibra, é preciso fazer uma continha de subtração e terá então um alimento com apenas 3 gramas de carboidrato líquido.
Viu só como um profissional é necessário para essa dieta ter sucesso?

Com essa rotina alimentar onde você deve comer até estar saciado o que se espera, além de eliminar o estímulo da fome, é modificar o metabolismo. Essa é a primeira fase chamada de Indução, com duração aproximada de 15 dias, onde o consumo de carboidratos se restringe no máximo 20g por dia para que o corpo seja obrigado a o corpo é obrigado a buscar sua própria fonte de gordura para garantir energia em um processo chamado Cetose. Mas se é preciso que isso seja bem orientado, caso contrário, há efeitos colaterais e riscos a saúde.

É isso mesmo, existem riscos nessa dieta! Para os médicos, como a principal fonte de energia do nosso corpo vem da ingestão de carboidratos, ficar sem essa substância pode gerar cansaço, tontura, alteração de humor, sono excessivo, desmaios e tremores. Relatos indicam alteração no odor da urina, desidratação, enxaqueca, náuseas e mau hálito.

Estudos realizados ao longo dos anos sugerem o risco de doenças cardiovasculares em virtude do consumo excessivo de proteínas animais, e como o cérebro fica sem energia, problemas de concentração também são comuns.
Como a ingestão de fibras é pequena, o intestino pode ficar lento e com prisão de ventre.

Há estabelecido também uma relação entre à sobrecarga renal e a dieta hiperproteica, devido ao aumento da taxa de filtração dos rins.  É identificada a presença elevada de ácido úrico, sem estar devidamente esclarecida essa relação. Ainda assim, é recomendável que o consumo de alimentos ricos em purinas seja controlado.

Importante é salientar que o impacto renal da adesão por curto e longo tempo são diferentes assim como os sintomas nos organismo com distúrbios ou tendência a problemas renais. Cada um responde de maneira diferente!

Depois de tudo isso, se você pretende entrar nessa, lembre-se que o consumo elevado de proteínas deve ser compensado com vegetais e frutas e que é necessário o acompanhamento de um profissional para garantir sua saúde durante o processo de emagrecimento.
Um regime alimentar saudável é composto por macro e micronutrientes, para garantir o bom funcionamento de todas as funções do seu organismo!

Deixe sua opinião e comentário aqui!

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.