|Modelar a silhueta de modo inesperado|

Você já ouviu falar que é preciso comer mais para emagrecer!
E antes que você diga que isso é uma grande bobagem, entenda que dietas baseadas neste conceito estão ligadas a ideia de se manter o corpo em estado de saciedade e na forma como os alimentos são absorvidos. 
Nesta linha de raciocínio está a dieta Volumetrics, eleita pela revista Consumer Reports a dieta mais eficiente dos EUA, recomendando encher o prato para alcançar os objetivos, sem promover a sensação de estomago vazio!
 2012-02-07- dieta volumetrica
Modelar a silhueta de modo inesperado

C
riada pela ex-presidente da Associação Norte-Americana para Estudos da Obesidade, a nutricionista Barbara Rolls, professora da Universidade da Pensilvânia e autora do livro Volumetrics, tem como base a ideia de que as pessoas gostam de comer mais e de nada adianta tentar induzi-las a serem diferentes!

Durante três décadas, Rolls estudou como os alimentos influenciam o apetite e o grau de satisfação dos indivíduos.

Observou que o volume de alimentos consumidos todos os dias quase não alteram. O que varia na verdade são as calorias. Também constatou que quanto maior a porção de um alimento, mais as pessoas comem.

Assim, concluiu que a sensação de saciedade é específica para cada comida e por isso, não há restrições. É preciso apenas que se observe a densidade de energia dos alimentos que são ingeridos.

Falar em densidade energética da comida parece complicado, mas não é! Ela pode ser calculada dividindo-se o número de calorias de uma porção por seu peso em gramas. Quanto maior a densidade, mais “gordo” é o prato. Se o resultado der 1 ou menos, vá em frente!

Isso quer dizer que ele é um alimento de baixa densidade energética, bom para emagrecer. No topo desta lista estão às verduras, frutas, vegetais sem amido e leite magro.

Depois vêm os alimentos cujo número de calorias é igual ou um pouco maior que seu peso. Entram aí arroz, feijão, batata, peixe, frango e macarrão.
Devem ser controlados aqueles com coeficiente igual ou maior que dois na equação: carne vermelha, sorvete, batata frita e queijo.

Alguns truques são bem vindos.
  • Começar a refeição com uma salada ou sopa vai provocar uma sensação de saciedade antes do segundo prato.
  • Consumir vegetais crus que exijam mais tempo de mastigação faz com que o organismo acredite que comeu mais.
O preparo dos alimentos também faz diferença!
  • Acrescentar alimentos ricos em água, como verduras, ao preparar uma carne contribui para o sucesso dessa dieta uma vez que um cozido tem menos calorias e sacia mais que um simples bife.

Esse programa de emagrecimento parece estranho para  muitos mas, mesmo na contramão dos tradicionais, reduz a ingestão de calorias sem diminuir o volume de alimentos, proporcionando perda de peso sem que a pessoa sinta fome ou tenha a sensação de privação. 

Essas pequenas mudanças, segundo pesquisa realizada pela nutricionista, fazem com que as pessoas sintam-se 25% mais saciadas e emagreçam até 9 kgem um mês!
Mas é claro que observar atentamente a escolha dos alimentos é fundamental.

 

Deixe sua opinião e comentário aqui!

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.