|Somos um país de hipertensos….|

… e muita gente nem sabe que carrega dentro do peito uma bomba relógio pronta para explodir a qualquer momento.
Independentemente da idade, como medida preventiva, cada indivíduo deve aferir sua pressão no mínimo uma vez por ano. Para quem tem histórico de hipertensão na família, a vigilância é dobrada. 

07- hipertensao

Quando a pressão arterial atinge ou supera a marca dos 14 por 9 (o ideal é 12 por 8), não há o que se discutir. É hora de procurar um médico, repassar seu estilo de vida e mudar sua dieta. Isso porque, segundo estudos no mundo todo, sedentarismo, excesso de peso, tabagismo e estresse estão entre os fatores que contribuem para esse quadro. E é claro, o consumo excessivo de sal.

Lembrando o estudo elaborado pela Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo, o consumo de sódio diário da população brasileira excede em mais de duas vezes a quantia recomendada pela Organização Mundial de Saúde, que prevê para cada pessoa, o consumo diário de sódio de 2 g e a quantidade máxima de sal de 5 g.

Ainda que se leve em conta somente a recomendação número 6 do Guia Alimentar  – elaborado pela Coordenação-Geral da Política de Alimentação e Nutrição do Ministério da Saúde – que  trata sódio e sal como sinônimos e recomenda a ingestão máxima de 5 g de sal diariamente (equivalente a 2 g de sódio, o limite sugerido) ainda estamos falando em excessos.

Coletados entre julho de 2002 e junho de 2003 os quase 100 mil registros de compra de alimentos – segundo Pesquisa de Orçamentos Familiares – resultaram em uma média de sódio consumida por dia em uma dieta alimentar de 2.000 kcal. Na seqüência, em 2009, o departamento de nutrição da USP realizou outra pesquisa, identificando que todas as classes sociais consomem quantidades superiores às recomendadas.

O vilão é o tempero adicionado na comida, e não apenas o sal de cozinha, que é responsável por 70% nessa equação. A procura por produtos industrializados elevou essa taxa, uma vez que o sódio é utilizado como conservante nesses produtos, aumentando o prazo de validade. Sucos industrializados e biscoitos recheados fazem parte dessa lista, afetando principalmente jovens e adolescentes, faixa etária em que a OMS recomenda que o consumo diário de sódio seja limitado a 1,5 g.

Embora o consumo de sódio seja essencial para a saúde, seu excesso, porém, pode causar aumento da pressão arterial e acidente vascular cerebral.

Atenção nos rótulos, procure reduzir o consumo de produtos industrializados e não salgue a comida depois de prepará-la para garantir uma vida saudável e mais feliz! O cloreto de sódio não representa um vilão a ser banido. O problema está no exagero!

É preciso estar sempre atento a essa ameaça silenciosa que tem como agente preventivo o cuidado com o que passa pelo prato.  Para ajudar você a entender melhor como isso acontece e oferecer sugestões que podem ser discutidas com seu médico, o Sintonia traz uma entrevista sobre a dieta do hipertenso.

Então, não precisa estar com a pressão alterada para prestar atenção na entrevista a seguir com a nutricionista Iris Miranda, especialista em Nutrição Esportiva e Clínica.

no_ar
 
Se você ainda ficou com dúvidas ou deseja saber um pouco mais sobre o assunto, deixei seu depoimento ou escreva para o Sintonia que encaminhamos sua pergunta ao profissional entrevistado.
 
blogdosintonia@gmail.com

Deixe sua opinião e comentário aqui!

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.